Um final de semana em Buenos Aires

 

 

 

 

 

 

 

Buenos Aires é um dos destinos mais interessantes da América do Sul, com atrações culturais, gastronomia, bons vinhos, uma atmosfera que convida a uma caminhada despretensiosa em meio a sua arquitetura que une o clássico e o moderno e sempre com ofertas interessantes para viajantes tanto nos voos, como nos hoteis. Outra vantagem é a proximidade. Se você está em Porto Alegre, por exemplo, bastam cerca de duas horas de voo para desembarcar em solo portenho. Como o transporte também é barato, e eficiente, é possível se deslocar de um bairro para outro de metrô (o mais antigo da América do Sul) ou ônibus sem problemas. Ou ainda, se preferir, o serviço de táxi também é bem em conta, sempre tomando cuidado com a desonestidade de alguns “remis”, confira o valor da corrida, o troco e tome cuidado com notas falsas (leve notas pequenas, de 5, 10 e 20 pesos para essas situações).

Para os viajantes, preparamos um pequeno roteiro de atrações e lugares imperdíveis em Buenos Aires e que podem ser aproveitados em um único final de semana ou um feriado.

Sábado
A visita pode começar por um dos bairros da moda de “Baires”, que é Palermo. O local é cheio de bosques, parques, boutiques, bares e centros culturais. Se estiver de metrô desça na Estação Plaza Italia e caminhe em direção ao Zoológico de Buenos Aires, siga descendo até o Planetário. Mesmo que você não entre em nenhum dos dois, a caminhada é belíssima, pela região que os portenhos chamam de os “Bosques de Palermo”.

Um pouco adiante você já encontrará o Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires, dedicado à arte moderna, e onde estão, por exemplo, o quadro Abaporu, de Tarsila do Amaral, e uma tela de Frida Kahlo. Depois, ao chegar à famosa Flor de Metal, um dos cartões postais da cidade, você já avistará o Museu Nacional de Belas Artes, com obras que vão do período renascentista até a arte contemporânea. Se você seguir caminhando, no sentido oposto, você chegará ao famoso Cemitério da Recoleta, com suas esculturas de anjos, lápides trabalhadas e personagens históricos argentinos que ali estão sepultados. Caso cemitérios não seja muito a sua, tome um café no bairro da Recoleta e observe sua arquitetura, com prédios carregados de detalhes e obras de arte em suas fachadas.

A noite, para descansar as pernas, comer um jantar típico argentino e beber um bom vinho, busque um dos muitos shows de tango oferecidos, com música ao vivo de qualidade, dança e bares típicos, muitos destes antigos, onde lendas como Gardel e Piazzolla animaram o público há muitos anos.

Domingo
Uma boa dica é, antes de ir para a Feirinha de San Telmo, acordar cedo e retirar uma senha de visitação à Casa Rosada (sede do governo argentino), que só pode ser visitada nos finais de semana, e portanto, tem uma alta procura. O palácio é muito bonito, com salões decorados, obras de arte e painéis com a história do país. Ao sair da Casa Rosada, você desembarca diretamente na Plaza de Mayo, e dali você já enxerga as primeiras barracas da Feirinha de San Telmo, com suas antiguidades, artesanatos, discos antigos e que é muito agradável de ser visitada.

San Telmo é considerado o bairro dos artistas de Buenos Aires, com muitas atrações de rua, a famosa estátua da Mafalda, personagem do cartunista Quino, e muitas livrarias. Saindo de San Telmo, avance até o Paseo Colón e pegue um ônibus até La Boca, que além de ser o bairro do time de futebol Boca Juniors, é também um lugar importante para a história do tango. Caminhe por suas casas coloridas e aproveite para almoçar em um dos restaurantes de parilla (o churrasco deles). Após, volte ao Paseo Colón e embarque em outro ônibus em direção ao Puerto Madero, que nada mais é que um dos primeiros portos do município e que foi revitalizado para servir de atração turística, além de abrigar escritórios e diversos restaurantes.

Com isso você tem um panorama bem completo das principais atrações de Buenos Aires. Mas não esqueça de voltar, quem sabe com mais tempo, para visitar e conhecer muitos outros lugares e atrações. Você não vai se arrepender.

Dinheiro
Buenos Aires é uma cidade que reúne muitas modernidades, porém, tanto no transporte público, como em diversas atrações como museus e parques, ainda não são aceitos cartões nem de débito ou crédito. Portanto leve pesos ou dólares do Brasil para não passar por apertos, principalmente notas menores para utilizar no transporte. E para comprar suas moedas estrangeiras na comodidade de sua casa, com casas de câmbio certificadas, acesse www.supercambio.com.br e boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami