Os encantos de Tóquio, a capital imperial, por Beto Conte

Tóquio – capital do Japão desde 1868 – é o destino de hoje. O empresário Beto Conte, do STB Trip & Travel, fala sobre as atrações desta terra fascinante sob o olhar de quem já percorreu 132 países nos cinco continentes. Confira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em minha recente viagem ao Japão, acompanhando o Grand Tour STB, estive na dinâmica capital imperial da segunda maior econômica asiática: Tóquio. Uma das cidades mais fascinantes do mundo, com uma combinação harmoniosa entre o novo e o antigo, o high-tech e o tradicional, os arranha-céus e os parques com árvores centenárias e jardins esculpidos com paciência oriental.

Por toda a cidade se espalham templos budistas e santuários xintoístas de todos os tamanhos. O meu preferido, e o mais sagrado para os locais, é o templo Senso-ji, conhecido como Asakusa Kannon, no bairro de Asakusa, uma área com ares de cidade do interior e dezenas de lojinhas de artesanato. Atingido pelas bombas da Segunda Guerra, o templo teve de ser quase totalmente reconstruído. A torre Tokyo Skytree é de fácil acesso a partir desta área.
Os parques são uma atração à parte em qualquer época do ano, mas principalmente no início da primavera, com as cerejeiras em flor. No maior deles, o Ueno, estão o Jardim Zoológico; o Museu Nacional de Tóquio; o santuário Toshogu, um pagode (templo) construído no século 17; e o Lago Shinobazu, com barcos a remos e pedalinhos.
O Palácio Imperial, anteriormente castelo de Edo, ainda é rodeado por seu fosso interno original. Bonitos portões e antigas torres de guarda estão dispostos ao redor da área. A entrada principal é próxima da elegante ponte Nijubashi, ou Ponte Dupla, e é aberta ao público somente em ocasiões especiais. O Jardim Oriental (Higashi Gyoen) é onde, originalmente, a torre principal ficava. O jardim, agraciado com flores e novas floradas a cada estação do ano, é um local ideal para relaxar e está aberto a todos.
Para conhecer a Tóquio das baladas é obrigatório visitar Shibuya, o bairro preferido dos jovens, repleto de bares, restaurantes, centros comerciais e culturais. Já o distrito de Ginza é famoso no mundo devido às elegantes lojas de grife e por suas brilhantes e multicoloridas luzes de neon.
Shinjuku, onde fiquei – no moderno lado oeste da cidade – é o local de casas noturnas, lojas finas e sofisticadas, assim como o sereno Jardim Nacional Shinjuku Gyoen. Ótima localização em função de sua estação, que é considerada a mais movimentada do mundo, com 2 milhões de passageiros por dia.
O distrito de Shibuya, perto do tranquilo Santuário Meiji e dos modernos distritos de Harajuku e Aoyama, é um local popular para fazer compras e paraíso do entretenimento, especialmente para os jovens. Shibuya é o centro das novas tendências na qual a cultura dos jovens é transmitida continuamente. É onde a vanguarda internacional de arte e moda fica em plena evidência. De um café na calçada, é envolvente e agradável observar as pessoas – principalmente a multidão que se cruza no “Shibuya crossing” junto à estação de mesmo nome.
Roppongi, cheia de casas noturnas frequentadas por turistas internacionais está se desenvolvendo rapidamente como um centro artístico e cultural. Entre suas atrações estão o Tokyo Midtown, The National Art Center, Tokyo e Roppongi Hills.
Odaiba, construído em áreas aterradas no porto de Tóquio, apresenta um amplo shopping e as melhores vistas para a baia de Tokyo. Por tudo isso que a dinâmica capital do Japão merece uma semana para ir apresentando suas várias facetas, onde cada bairro tem suas características próprias.
Acompanhe as histórias e viagens de Beto em www.betonomundo.wordpress.com. E participe dos próximos Grand Tours que o empresário acompanha em 2017. Carnaval na Patagônia; um cruzeiro pelo Douro, na Espanha e Portugal, em junho; e Romênia, Bulgária, Macedônia e Sérvia em setembro. Mais informações em www.stbrs.com/grands-tours.
EM TEMPO! Se quiser conhecer de perto todos os encantos narrados aqui por Beto Conte, faça sua cotação de Ienes pela Supercâmbio.
 
Não esqueça que é sempre mais vantajoso sair do Brasil com o câmbio já feito, levando a moeda local em espécie. Acesse www.supercambio.com.br e saiba como comprar moeda estrangeira sem sair de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami