Lago Atitlán, na Guatemala: belezas de tirar o fôlego em um destino internacional barato

Morar no Brasil tem suas vantagens no momento de viajar pela América Latina, pois ficamos próximos de muitos países com destinos incríveis e, nem sempre, tão conhecidos. Um deles é o Lago Atitlán, na Guatemala. Ele é aquele tipo de lugar “Você não pode deixar de ir lá”. Pequenos e charmosos vilarejos, três vulcões e um enorme lago fazem da região uma das mais procuradas pelos viajantes que vão à Guatemala.

A cidadezinha mais famosa é Panajachel. E ainda há outras bem conhecidas, como San Pedro, Santiago de Atitlan e San Marcos. Você pode ficar entre três ou quatro dias pela região. A nossa dica é que você vá se hospedando em diferentes lugares, para conhecer cada um deles com calma. Opções mais “Zen”, festas e raves, destinos mais “roots”, paisagens de tirar o fôlego, pôr do sol inesquecível e bastante movimentação de pessoas. Na região do Lago Atitlán tem de tudo um pouco.

Para chegar, o principal ponto de partida é a cidade de Antigua. A ex- capital guatemalteca também é muito turística, por isso oferece diversas opções para ir até o lago. A viagem leva, aproximadamente quatro horas, e você vai gastar menos que US$ 20. Por falar em gastos, esta é um destino internacional barato com custo-benefício incrível. As refeições não costumam passar dos US$ 10 e, se você fizer compras no mercado, economizará ainda mais. Ah, não vale ir à Guatemala e não experimentar seus pratos típicos. Entre os mais tradicionais estão o feijão “los  frijoles volteados”, os “chiles rellenos” (pimentas recheadas e fritas) e os “tacos” (recheios de carne ou queijo). O arroz como acompanhamento é muito habitual, como são “las tortillas”, finos bolinhos de milho que são servidos como substitutos do pão. O alimento bem tradicional são as “Pacayas”, espigas ricas em cálcio, fósforo, fibra e ferro presentes em muitos pratos destas regiões. Entre as bebidas está “el fresco”, elaborada de suco de fruta, água, açúcar e canela.

Para quem é mochileiro e não se incomoda de dormir em quartos compartilhados, os preços ficam, em média, US$ 15 a noite (você pode encontrar valores ainda mais baixos). A moeda deles é o Quetzal, mas o dólar americano é aceito em todos os lugares.

* A Supercâmbio é primeiro portal online de comparação de taxas de câmbio e compra de moedas estrangeiras do Brasil. No site, o cliente pesquisa a cotação do câmbio de hoje nas melhores casas de câmbio e concluiu seu pedido sem sair de casa. Entre as opções estão dólar, euro, pesos e outras 15 moedas de diferentes países. O pagamento é feito diretamente para a empresa escolhida e a moeda é retirada na loja selecionada ou, se a opção for delivery, a entrega é feita no local indicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami