5 Erros ao comprar dólar, euro ou outra moeda estrangeira

Imagine que o momento da sua viagem tão aguardada está quase chegando. O destino já está escolhido, a data marcada, as passagens compradas. Só falta comprar dólar, euro ou outra moeda, para poder aproveitar no país que irá visitar.

É nesse momento que você deve saber quais erros NÃO cometer. Adquirir moeda estrangeira é uma das principais tarefas da pré-viagem. É preciso conhecer alguns fatores importantes, a fim de conseguir o melhor preço possível, além de outras vantagens.

Agora, vamos descobrir o que não deve ser feito na hora de comprar dólar, euro ou outra moeda.

Mau planejamento

Sair para outro país sem planejar o lado financeiro é um erro que pode ser crucial para quem deseja aproveitar o máximo da viagem. Não organizar os possíveis gastos com comida, passeios, festas, museus, transporte, guias e outros fatores pode abalar o orçamento.

Portanto, para que você possa aproveitar o máximo possível, planeje quais serão os seus gastos fixos durante a viagem. Assim, caso aconteça algum imprevisto, você saberá o que fazer com maior tranquilidade.

Falta de pesquisa

Sair comprando dólar, euro ou qualquer outra moeda na primeira casa de câmbio que encontrar não é prudente, pois o preço pago pode ser mais elevado do que o normal.

Assim, é recomendado fazer uma lista com as casas de câmbio mais próximas e comparar os valores. Para facilitar ainda mais as coisas, você pode comparar a cotação e o preço das moedas em diversas casas de câmbio através do site da Supercâmbio. Tudo online e super intuitivo.

Para última hora

Deixar para comprar moeda no último instante pode acabar pesando no bolso, principalmente se você for comprar dólar ou euro no aeroporto, o lugar mais caro possível neste tipo de negociação.

Para que isso não aconteça, não cometa os dois erros já citados, ou seja, faça um bom planejamento e pesquise com antecedência. Desta forma, você não terá que pagar mais caro.

Apenas um meio de pagamento

Na hora de comprar moeda estrangeira, você pode escolher como quer recebê-la, em espécie ou no cartão pré-pago. Decidir por apenas uma opção pode ter seu lado negativo, saiba o porquê.

Por estar em um país desconhecido, carregar todo o seu dinheiro em espécie pode ser um risco desnecessário. Por isso, é recomendável dividir a sua moeda com o cartão pré-pago.

Assim, você tem segurança caso algum imprevisto aconteça, pois o cartão possui sistemas de segurança, os quais podem ser acionados em caso de perda, furto ou roubo.

Diga não a moedas exóticas

Imagine que você vai viajar para a Tailândia e está pensando em comprar Baht (moeda local), nas casas de câmbio aqui do Brasil. É melhor pensar de novo.

Nunca compre as chamada moedas exóticas – que possuem pouca circulação nas negociações cambiais – diretamente no Brasil.

Outro erro é levar Reais e trocar pela moeda local quando já estiver no país estrangeiro, pois na grande maioria das vezes, o valor do Real será baixo e você acabará por fazer uma péssima negociação.

Portanto, a dica é sempre comprar moedas de alta circulação, como o dólar e o euro. Ao chegar no país de destino, você pode trocá-las pela moeda local, garantindo a melhor transação possível, ou pode utilizá-las normalmente, caso o país aceite.

Caso você vá viajar para alguma nação mais próxima ao Brasil, vale a pena já levar a moeda de destino.


E aí, gostou das dicas sobre o que não fazer no momento da compra de dólar ou euro?

Então não deixe de acompanhar o nosso blog e tenha acesso a mais conteúdos como este. Para conhecer melhor a Supercâmbio, acesse o site e saiba como encontrar o melhor câmbio.


Bitnami